PCH BRAÇO

Energia

 Setor

De acordo com o Operador Nacional de Sistema Elétrico (ONS), as hidrelétricas são responsáveis pela maior parte da geração de energia no Brasil, seguidas pelas termelétricas e fontes de energia eólica.

As empresas de produção e transmissão compõem o Sistema Interligado Nacional (SIN), que abrange as regiões Sul, Sudeste, Centro-Oeste, Nordeste e parte da região Norte do País, e atende a 98% do consumo nacional. Distribuidoras, geradoras, comercializadores e consumidores, quando membros do SIN, podem participar das negociações de compra e venda de energia.

Empresas que atuam no setor passam a operar por meio de concessões ou autorizações com prazos específicos e devem obedecer a regulamentos estabelecidos pela ANEEL, autarquia vinculada ao Ministério de Minas e Energia.

Usina Termelétrica

Usina Termelétrica

Apesar de representarem cerca de 70% da produção mundial de energia elétrica, no Brasil, as termelétricas atuam como geradoras complementares às hidrelétricas, acionadas somente em casos de crise.

A decisão de ter este tipo de usina é uma estratégia do Governo Federal para a garantia de energia, diversificando as fontes geradoras. Esta planta é a última a ser acionada em casos de escassez de energia, e a primeira a ser desligada quando a situação se normaliza, já que a produção é mais cara. A paralisação da termelétrica também é definida pelo governo.

Além disso, essas usinas têm alto nível de produtividade – quase duas vezes maior do que o de uma hidrelétrica, e ocupam áreas muito menores do que outras geradoras.

As fontes de energia empregadas em termelétricas são, principalmente, nuclear, petróleo, gás natural e o carvão mineral. O gás natural é uma fonte mais limpa, se comparado a outros combustíveis, e de fácil transporte e manuseio. No entanto, trata-se de uma fonte não renovável e possui custo elevado em relação ao óleo combustível, por exemplo.

Esta fonte, por sua vez, é mais poluente, porém é decisão do Governo utilizar este tipo de combustível por ser mais abundante do que o gás natural e menos poluente do que o carvão.

Assim como outras usinas, a TEVISA utiliza o óleo, mas possui tecnologia diferenciada que o torna menos poluente, com baixa viscosidade e baixo teor de enxofre.

 

Usina Hidrelétrica

Usina Hidrelétrica

Responsáveis pela maior parte da energia produzida no País, as hidrelétricas aproveitam o potencial hidráulico dos rios, ou seja, a força das águas, para a geração de energia elétrica. Só no Brasil, este tipo de usina produz 75 milhões de kW.

As hidrelétricas podem ser classificadas de acordo com sua potência. As Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCH’s) geram de 1MW a 30 MW e possuem um reservatório de área inferior a 3 km², seguindo a Resolução ANEEL N.º 394/98. Já as Grandes Centrais Hidrelétricas (GCH’s), produzem acima de 30MW.

Energia Eólica

Energia Eólica

Ainda pouco explorada no País, este tipo de energia é gerado através dos ventos – fonte renovável, abundante e limpa. Segundo o ONS, existem mais de 30 mil turbinas eólicas de grande porte em todo o mundo e a capacidade instalada é de cerca de 13.500 MW.

No Brasil, além das dezenas de turbinas de pequeno porte que funcionam isoladas da rede elétrica, turbinas de médio e grande porte chegam a produzir 20,3 MW.